A ESCOLA VIRTUAL

O Instituto iCorps Brasil está criando uma nova escola voltada para o treinamento dos participantes dos ecossistemas de startups. Neste conjunto incluímos os empreendedores, pesquisadores, inventores e especialistas das Universidades e das Empresas, mentores, gestores de Inovação das empresas e do setor público, consultores e investidores.

Há muitos projetos com startups em andamento no País. Muitos deles, no entanto, fazem parte do que chamamos de “Innovation Theatre” (Teatro da Inovação), ou seja, são apenas demonstrações superficiais, para mostrar que a organização se importa com as startups porque virou moda, mas que não vai trazer resultado prático significativo.

A estatística mostra que a maioria das startups ou vai morrer ou vai continuar como um pequeno negócio, sem chance de crescer. No entanto, nós queremos startups que se tornem competitivas, para concorrer nos mercados nacional e internacional. Como fazer?

Decidimos criar a Escola de Startups, a partir de resultados concretos, baseados no sucesso das startups americanas e na experiência que desenvolvemos no Brasil. A criação desta escola tem por objetivo treinar os diversos participantes dos ecossistemas, para usar uma linguagem comum e uma metodologia que melhore a chance de sucesso da startup.

A METODOLOGIA ICORPS

Nos Estados Unidos, a crise de 2008/2010 obrigou o Governo a repensar o seu apoio às pesquisas nas Universidades e Empresas. E criou, em 2012, o Programa Innovation Corps (i-Corps), baseado na experiência bem sucedida do Vale do Silício,  Califórnia, que é o berço das principais empresas inovadoras do mundo. Hoje, TODA A ADMINISTRACAO FEDERAL AMERICANA estimula os pesquisadores, que recebem recursos federais, a usar o i-Corps para transferir o resultado das suas pesquisas através da criação de startups, que vão efetivamente gerar um novo setor produtivo mais inovador nos Estados Unidos.

No Brasil, o movimento começou em São Paulo, em 2015, liderados pela FAPESP. Desde 2016, a FAPESP tem promovido programas de capacitação de startups, que recebem recursos do seu Programa PIPE, usando a mesma metodologia do i-Corps americano. O sucesso do treinamento foi sentido imediatamente e a Fapesp, desde então, realizou, até o final de 2019 , 13 cursos de capacitação de grupos de 21 startups, (273 startups treinados). Começamos o décimo quarto curso em Março de 2020.

Em paralelo, organizamos quatro turmas de startups (em torno de 50 startups), com pesquisadores e alunos da Escola Politécnica da USP (Poli), onde a mesma metodologia foi ensinada. Também outros 50 startups foram capacitados nos vários institutos do complexo do Hospital das Clinicas-Faculdade de Medicina da USP.  E 25 startups foram treinadas no Instituto Agronômico de Campinas e outras 8 startups na PUC de Campinas. Ao todo, mais de 400 startups já foram capacitados nestas instituições.

Com esta experiência, criamos o Instituto iCorps Brasil, para difundir a metodologia nos ecossistemas brasileiros.

O INSTITUTO ICORPS BRASIL

O Instituto iCorps Brasil é uma organização que estimula a criação e desenvolvimento de startups inovadores, promovendo o “Empreendedorismo baseado em Evidências”, através da metodologia do Programa iCorps.

O Instituto iCorps Brasil foi fundado pelos seguintes executivos:

Flavio Grynszpan – ex Presidente da Motorola do Brasil e ex Professor Titular da COPPE/UFRJ-atualmente é membro do Conselho de Inovação e Competitividade da FIESP, instrutor de startups do Programa PIPE Empreendedor da FAPESP e de startups de várias Universidades, Institutos de Pesquisa e Empresas.

Helio Graciosa – ex Presidente do CPqD e atualmente membro do Conselho Diretor da Telebrás , do IPT , do Dep. de Infraestrutura da FIESP e instrutor de startups do  Programa PIPE Empreendedor da FAPESP.

Claudio Violato – ex Diretor do CPqD e Presidente do Instituto Atlântico, atualmente é membro do Conselho de Inovação e Competitividade e do Dep. de Infraestrutura da FIESP e mentor dos startups do Programa PIPE  Empreendedor.

Stefan Salej – ex Presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais, atualmente é  membro do Conselho de Inovação e Competitividade e do Departamento de Comercio Exterior da FIESP e mentor dos startups do Programa PIPE  Empreendedor.

Hoje o Instituto iCorps Brasil desenvolve também um projeto chamado Ecossistema de Startups Inovadores, focados nas áreas de Agronegócios e de Saúde e Inclusão, com cerca de 40 startups em fase de crescimento, todos já treinados na metodologia i-Corps.

A IMPORTÂNCIA DAS STARTUPS PARA O DESENVOLVIMENTO NACIONAL

No Brasil, como nos Estados Unidos, a criação das startups assumiu uma dimensão especial, pois as startups se mostraram como uma das formas mais eficientes de levar o conhecimento da Universidade para o setor produtivo. E muitas inovações disruptivas nasceram dos startups e não das empresas de maior porte.

Para as Universidades e Empresas, a criação de startups representa uma forma moderna de transferência da tecnologia ou dos resultados da pesquisa acadêmica.

Para os Municípios, as startups podem gerar novas ideias para resolver os problemas das comunidades, criar polos de alta tecnologia e servir para atrair investimentos do setor financeiro e de empresas, interessadas nas inovações lá desenvolvidas. 

O Brasil necessita de um setor produtivo inovador e competitivo para atuar tanto no mercado nacional como no mercado internacional. Hoje, para inovar, as empresas, que estão no mercado dependem, do seu P&D interno, mas tem grande dificuldade de lidar com  o risco no desenvolvimento de  inovações não incrementais. Já as startups, pela sua própria natureza, conseguem  enfrentar as incertezas causadas pela introdução de novas ideias  e assim servir como vetor para levar a inovação para dentro das empresas estabelecidas, afim de criar um setor produtivo mais moderno e mais competitivo.

 

 OS NOSSOS TREINAMENTOS

Queremos atender as demandas dos diversos participantes dos Ecossistemas. Vamos realizar quatro tipos de cursos: o treinamento de empreendedores, o treinamento de mentores, o treinamento de pesquisadores/inovadores das Universidades, Institutos de Pesquisa e Empresa e  a capacitação das equipes das startups.

Toda a programação será feita virtualmente.

 

Curso 1: Capacitação de empreendedores

Público Alvo:

  • Empreendedores e Inovadores que querem criar novas empresas inovadoras.
  • Antigos empresários interessados em criar novas empresas e voltar ao mercado de trabalho.
  • Alunos das Universidades que querem transferir o resultado das suas pesquisas acadêmicas para o setor produtivo, através de uma startup.
  • Pessoal de P&D das Empresas existentes, que querem criar startups a partir dos seus desenvolvimentos interno (entrepreneurs).

O curso será uma apresentação da metodologia do i-Corps , feita em 4 aulas, durante um mês. Este treinamento é uma introdução ao  curso “Como criar a sua startup”, a ser oferecido para equipes interessadas em criar sua startup com sua ideia já definida.

Duração:

O curso terá 12 horas de duração, organizados em quatro módulos de três horas por semana. Cada módulo terá duas horas de aula e uma hora de consultoria para grupos.

Descrição do conteúdo:

Semana 1 – As metodologias do Business Model Canvas e do Customer Development. Como escolher a sua Ideia.

Semana 2 – Empreendedorismo baseado em evidências: como fazer entrevistas e ajustar o seu canvas em função do resultado das entrevistas com os clientes.

Semana 3 – Como criar a sua startup e chegar ao ajuste Produto x Mercado.

Semana 4 – Como financiar a criação e desenvolvimento inicial de sua startup. O financiamento pelos órgãos governamentais . Como negociar com investidores.

 

 

Curso 2 – Formação de mentores

Os mentores são profissionais com experiência empresarial, que foram capacitados na metodologia iCorps e que participam do treinamento das equipes de startups, orientando os  outros membros. Durante o curso, uma equipe é formada por pelo menos três pessoas: o empreendedor e o pesquisador, que são internos e um mentor experiente, indicado pelo Instituto iCorps Brasil. A maturidade  do mentor complementa  o dinamismo e a criatividade dos jovens.

O Instituto já treinou mais de 150 mentores, que estão conectados em Rede. Durante o curso, os mentores se interligam em rede, de modo que cada mentor pode ser auxiliado pelos demais.

Público Alvo:

  • Empresários, executivos aposentados e pessoas com experiência, interessados em interagir com  novas ideias e doar sua experiência aos novos empreendedores.
  • Pessoas do mercado financeiro e outros investidores interessados em participar como acionistas em startups inovadoras e competitivos.
  • Pessoas das comunidades interessadas em ajudar os jovens a criar novos negócios de interesse da sociedade local.
 

Duração:

O curso terá 12 horas de duração, divididos em quatro módulos de três horas cada, assim divididos: duas horas de aula e uma hora de consultoria para grupos.

 

Descrição do conteúdo:

Semana 1 – Histórico do i-Corps, O papel do Mentor, As Metodologias do Business Model Canvas e do Customer Development

Semana 2 – As etapas do Segmentos de Clientes, Proposição de Valor e Canais

Semana 3 – As etapas do Relacionamento com Clientes, Modelos de Receita e Preço e Parcerias

Semana 4 –  As etapas de Atividades, Recursos Principais e  Custos; Métricas para Gerenciar as Startups

 

 

Curso 3 – Metodologia i-Corps para pesquisadores e alunos das
Universidades e Institutos de Pesquisa, para que possam atuar no processo de
transferência dos resultados das suas pesquisas 

Público Alvo:

  • Pesquisadores e Inovadores que querem criar novas empresas inovadoras pela transferência do resultado das suas pesquisas.
  • Executivos de empresas interessados em fomentar a criação de novas startups externos para resolver problemas de seus clientes, em projetos de maior risco, e alargar o seu portfolio com produtos inovadores.

O curso será uma apresentação e discussão sobre a metodologia do i-Corps , feita em 4 aulas, durante um mês. Este curso ensina aos participantes como promover a transferência dos resultados das suas pesquisas para o setor produtivo através da criação de startups.

 

    Duração:

    O curso terá 12 horas de duração, divididos em quatro módulos de três horas por semana, assim divididos: duas horas de aula e uma hora de consultoria para grupos.

    Descrição do conteúdo:

    Semana 1 –  A transferência do resultado das pesquisas acadêmicas através da criação de uma startup ,A metodologia do i-Corps, A formação da equipe da startup, Aspectos legais

    Semana 2 – A criação da startup: as metodologias do Business Model Canvas e do Customer Development

    Semana 3 – As entrevistas com os clientes e o empreendedorismo baseado em evidencias -Como chegar ao Product x Market fit

    Semana 4 –  Como financiar a sua startup nas etapas de criação, desenvolvimento e crescimento. Como acessar o capital de risco

     

     

    Projeto 4 – Como criar a sua Startup

    Público Alvo:

    Equipes formadas por um empreendedor e um pesquisador que desejam criar uma nova startup. Um mentor externo se integra a equipe durante o treinamento.

    O curso será uma apresentação detalhada da metodologia do iCorps, aplicada ao negócio que a startup pretende desenvolver. O treinamento será feito em 8 aulas semanais, com a duração de 3 horas por aula. Este curso ensina aos participantes como as equipes transformam as suas ideias em evidencias, chegam ao Product x Market fit e validam as suas hipóteses antes de investirem tempo e dinheiro na implementação dos seus negócios.

    O curso prepara as startups para receber recursos de capital semente, de capital de risco e para realizar parcerias com outras empresas.

    Duração:

    O curso terá 24 horas de duração, divididos em oito módulos de três horas por semana.

    Descrição do conteúdo:

    Semana 1 –  A transferência do resultado das pesquisas acadêmicas através da criação de uma startup , A metodologia do i-Corps, A formação da equipe da startup, Aspectos legais.

    Semana 2 – A criação da startup: as metodologias do Business Model Canvas e do Customer Development. As entrevistas com os clientes e o Empreendedorismo baseado em Evidências.

    Semana 3 – O Segmento de Clientes e a Proposição de Valor. Como chegar ao Product x Market fit.

    Semana 4 – Relacionamento com Clientes e Canais.

    Semana 5 – Modelos de Receita.

    Semana 6 – Parcerias.

    Semana 7 – Atividades e Recursos Chave, Custos.

    Semana 8 – Métricas para Startups, Como financiar a sua startup nas etapas de criação, desenvolvimento e crescimento. Como acessar o capital de risco.

     

    Depoimentos

    Depoimento da Gerente de Inovação do CITIC-InovaC, após participação como assistente do Prof. Flavio Grynszpan da primeira edição do curso de capacitação em 2017:

    — Após a realização do curso de capacitação de startups, aquelas boas ideias, “apenas”, evoluíram para propostas de soluções  ̶   formuladas e reformuladas  ̶   exigindo muita empatia em investigações e descobertas sobre necessidades e “dores”, do ponto de vista do cliente potencial e do beneficiário final. Os alunos-empreendedores, que deste primeiro piloto, são pesquisadores, cirurgiões, pós-graduandos, funcionários e colaboradores voluntários dos institutos ICESP, ICr, ICHC, IMREA, IPq, InRad e da FMUSP, apresentaram seus “modelos de negócio” de forma brilhante! — Parabéns, vocês iluminaram o cenário.

    Esta foi, sem dúvida, uma experiência de sucesso que nos dá uma amostra da inesgotável capacidade inventiva desses jovens empreendedores, de todas as idades e formações. Eles acabaram de colocar  ̶  a líderes, dirigentes e à Instituição como um todo  ̶   o grande desafio de não apenas prospectar e incentivar o espírito empreendedor, mas de pavimentar as vias legais, de estabelecer e consolidar os diversos modelos de parcerias público-privadas, para que suas empresas-filha possam nascer, crescer e nos compensar com desenvolvimento econômico e social. A isso chamamos “inovação”. 

    Dra. Gabriela Ribeiro dos Santos — Gerente de Inovação do CITIC-InovaHC



    Realização dos treinamentos durante 2020 

    Neste primeiro ano de implantação, os cursos serão realizados de acordo com as demandas dos interessados. A partir de 2021, a programação seguirá uma agenda pré definida.

    Para maiores informações sobre os cursos e inscrições, pedimos que enviem suas consultas para: fgrynszpan@gmail.com