INSTITUTO AGRONÔMICO DE CAMPINAS

                                                                                                                           IAC 

 

           

          O Instituto Agronômico (IAC), é um Instituto de Pesquisa da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, e tem sua sede no município de Campinas/SP. Foi fundado em 1887 pelo Imperador D. Pedro II, e possui as seguintes unidades de pesquisa: Centro Experimental de Campinas e 13 Centros de Pesquisa distribuídos no Estado de São Paulo, em Campinas, Cordeirópolis, Jundiaí, Ribeirão Preto e Votuporanga, Capão Bonito, Mococa, Jaú, Itararé e Tatuí, ocupados com casas de vegetação, laboratórios e demais infraestrutura adequada aos seus trabalhos, para a realização de pesquisas com foco em café, cana, citros, grãos e fibras frutas, horticultura, seringueira, e atuação nas áreas de fitossanidade, ecofisiologia e biofísica, engenharia e automação, recursos genéticos vegetais, solos e recursos ambientais.

          

          O IAC, que tem como missão “gerar e transferir ciência, tecnologia e produtos para otimização dos sistemas de produção vegetal, com responsabilidade ambiental, visando ao desenvolvimento socioeconômico e à segurança alimentar, por meio da pesquisa, da formação de recursos humanos e da preservação do patrimônio”, mantém, desde 1887, atuação ininterrupta em pesquisa, garantindo a oferta de alimentos à população e matéria-prima à indústria, cooperando para a segurança alimentar e para a competitividade dos produtos nos mercados interno e externo.


     ÁREAS DE ATUAÇÃO

          

          Dentre os resultados estão mais de 1.000 cultivares de 99 espécies (entre elas, café, cana, citros, grãos, frutas, hortícolas, seringueira), além de pacotes tecnológicos que envolvem desde o plantio à pós-colheita, incluindo estudos de solo, clima, pragas, doenças e segurança e eficiência no controle químico

          

          O IAC é referência em melhoramento genético convencional de plantas agrícolas, ao mesmo tempo em que participa de programas de pesquisa de genoma, transgenia e cisgenia e, mais recentemente, por edição de genomas e RNA de interferência, em parceria com redes nacionais e internacionais. Pesquisa científica requer competitividade, credibilidade, responsabilidade e essencialidade. Nesse sentido, o IAC tem atuado, fortemente, para fomentar o empreendedorismo e o desenvolvimento de negócios com foco no agro e interface com alimentos, saúde, bioenergia e produtos químicos, a fim de potencializar, sempre que possível, a transformação da ciência em tecnologia — ou seja, a aplicação do conhecimento científico no desenvolvimento de novos produtos e soluções tecnológicas que sejam de interesse do mercado e da sociedade.

          

             Para mais informações sobre o IAC, acesse: http://www.iac.agricultura.sp.gov.br/; http://www.iac.sp.gov.br/areadoinstituto/nit/